12 outubro 2005

um pouco do meu veneno (3)

Voltaste! Ainda não sofri o suficiente, por isso, voltas. Drama? Não é drama, porque a vida nunca parou. Eu segui em frente, embora não tenha encontrado outra alma gémea. Acho que, mesmo que me tenha cruzado com ela, nunca teria tido tempo de a saber como tal. Por isso não é drama, é simplesmente uma carta de amor. Esta é a minha carta de amor e tu sabes bem que
Todas as cartas de amor são
Ridículas.
Não seriam cartas de amor se não fossem
Ridículas.

[Fernando Pessoa]