09 outubro 2005

o nosso inverno

Começou a chover.
Baixo o som da televisão para me poder sentir molhado dentro destas quatro paredes e com um tecto para me proteger. Não quero ir para a rua. Não é pelo tempo agreste, mas o aconchego de casa contrasta com o frio que a chuva traz ao cair na rua. Um frio que não existe, mas que procuro.
Arrepio-me.
Oiço cada gota cair na memória do nosso tempo.