11 outubro 2005

ciclo dos amantes

encontrámo-nos
as estradas são as mesmas
os cheiros, os teus,
não mudaram
mas nessas estradas ermas
os cheiros, os meus,
não ficaram

trouxe tudo comigo
não te deixo nada
nunca.
nunca hoje.